Menu

7 de março de 2011

Mil años con otros mil más son suficientes para amar

- Você nunca sabe como estou me sentindo. E sabe porque? Porque você nunca para, nem ao menos um segundo, para ouvir o que quero dizer.
O homem fingia-se distraído, mas ouvia o que ela dizia. Ao menos dessa vez ele a ouvia. Depois de tantos anos juntos, não poderia ser este o motivo pelo qual eles estavam se separando. Claro que, uma vez ou outra, ele deu mais atenção à televisão, ao jogo de futebol, ao filme pornô. Mas só por causa disso ela estava outra vez discutindo com ele?
- A princípio de conversa, porque você está discutindo comigo? Eu sempre ouvi o que você dizia!
- Ah, ouvia é? Então o que eu disse a noite passada, depois que nós saimos do restaurante?
E pois é. Ele não sabia o que responder. Fez aquela cara que todo homem faz quando está pensando. Mas ele não sabia o que ela havia dito. E sabe porque? Porque ele simplesmente estava olhando pra bunda de uma loira que passava.
- Sabia. Depois eu que estou enganada, não é
E ela começava então a cantarolar a música predileta dela."Quando você estava aqui antes,eu não podia nem te olhar nos olhos.Você é como um anjo, sua pele me faz chorar.Você flutua como uma pena em um mundo bonito. Eu só queria ter sido especial.Você é tão especial.Mas eu sou um verme,sou um esquisitão.Que diabos estou fazendo aqui? Eu não pertenço a este lugar."
E ele, não sei por que cargas d'água, continuou. "Qualquer que te faça feliz. O que você quiser. Você é tão especial. Eu só queria ter sido especial. Mas eu sou um verme, sou um esquisitão.Que diabos estou fazendo aqui? Eu não pertenço a este lugar. Eu não me pertenço."
Eles se amavam. Isso dava para perceber no olhar de um ao outro. Por mais que ele tivesse um milhão de defeitos, ela o amava. Por mais que ela resolvesse brigar por qualquer coisa, ele a amava. A abraçou.
- Com certeza você é meu ponto de paz. Te amo como nunca amei ninguém. Me desculpa?
- Mas é claro meu amor. Eu estou irrevogavelmente e perdidamente apaixonada por você.
E assim, o coração dos dois se tornou mais uma vez só um.
- Vamos para a cama, meu amor?
 Pauta para a 57ª Edição Conto/História do Projeto Bloínquês, cujo tema central é "O homem fingia-se distraído, mas ouvia o que ela dizia. Bar - Ivan Ângelo".



22 comentários:

  1. Final dele ta foda hein ?
    um amor que acaba na cama ? e se torna cíclico ou ele acaba depois do sexo ? a vida realmente é uma caixa de surpresas, nunca sabemos como o amor vai aparecer, mais também nunca nos esforçamos para fazer valer a pena, quando nos esforçamos ele acaba como que num assopro =/
    mto bom o texto o/
    gostei (:

    ResponderExcluir
  2. Ai adorei, super criativo.
    Merece ganhar. Boa sorte Pam s2
    Bjs.

    ResponderExcluir
  3. OLÁ
    ADOREI SEU BLOG E ESTOU SEGUINDO.
    ME SEGUE DE VOLTA?
    WWW.AMORIMORTALL.BLOGSPOT.COM
    BEIJOS

    ResponderExcluir
  4. Incrível! Vou até pensar se devo participar do projeto, afinal terei uma bela concorrente! Bom, mas por sinal, não custa nada tentar, não é mesmo? rsrs
    Bom, Pamela, o conto está ótimo! Você não se prendeu em alguém escutar a conversa de certo alguém, abusou das palavras que, de fato, foram muito bem escritas e organizadas.

    Parabéns e booooa sorte no BLQ*

    Com amor,
    Cynthia ;*

    ResponderExcluir
  5. Gostei Pamela, ficou muito legal *o*
    mostra que além de todos os defeitos que os dois integrantes de um casal possa ter os dois se ama assim mesmo, se amam acima de tudo.
    lindo demais o conto. meus parabéns!
    e boa sorte flor *-*
    beijosz :*

    http://eduardakohls.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. ahh, muito lindo adorei :D

    http://sentiramardancar.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Anônimo8/3/11

    bacanaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

    ResponderExcluir
  8. Adoreei o conto. São os defeitos que tornam as pessoas mais humanas.
    E se eles se amam, não importa mais nada! A única coisa que acho que não se deve faltar em um relacionamento é o respeito!
    Boa Sorte Pamela no Bloínquês (yn)
    Beijooos!
    http://ribeiroap.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Criativo e interessante , gostei mesmo .
    e o fim a sem comentarios rs'
    Boa sortee Bloínquês !
    sem duvida vc merece ganhar.
    beijos;*

    ResponderExcluir
  10. Típico de homem néah?!
    Adorei seu texto,criativo e espontâneo !=)
    Boa sorte!^^
    Beeijo'

    ResponderExcluir
  11. Pois é, apesar de tudo o que a incomodava , existia amor e isso bastava para que eles continuassem juntos. Isso sim é amor. Gostei disso rs :DD
    Bgs :*

    ResponderExcluir
  12. - e mais uma vez, tudo acaba em cama e amor... bom, não sei se isso é bom, ou ruim, mas já que eles se amam como você relatou no texto, acredito que seja ótimo!
    o ato de fazer amor, nessa situação, é o ponto mais elevado do casal. transmite a intimidade total, o que é maravilhoso :)

    beijos, flor ;@

    ResponderExcluir
  13. O amor às vezes é cego demais... Talvez o definimos errado e ele seja outra coisa.

    ResponderExcluir
  14. Tem selo para você no meu blog. Depois passe lá para buscar.

    http://omundosobomeuolhar.blogspot.com/2011/03/sobre-uma-qualquer-vida.html

    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Adorei, apesar das brigas e defeitos o amor deles dois é maior e consegue superar essas barreiras.
    Você sempre escreve bem!
    Adoro vir aqui ;*

    ResponderExcluir
  16. Pamela " não tem medo do perigo ? " foi óootima kk
    eu fiz aquilo pra todo mundo ficar muito curioso aoieoae

    ResponderExcluir
  17. Pamela, sabe o que mais me chamou a atenção neste conto?
    É que relataste o ser masculino assim como ele realmente
    é e age com as mulheres, principalmente quando trata-se
    de uma relação a dois :)

    Beijos =*

    ResponderExcluir
  18. Adorei, brigas que terminam bem sempre dão uma bela história..parabéns e sucesso com o blog.
    http://garotasnasruas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  19. como o Lucas disse no primeiro comentário:
    "a vida realmente é uma caixa de surpresas, nunca sabemos como o amor vai aparecer, mais também nunca nos esforçamos para fazer valer a pena, quando nos esforçamos ele acaba como que num assopro."

    e, parabens pelo texto, gostei bastante.

    bjs

    http://relatosdeumhomemdebom-coracao.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  20. "- Mas é claro meu amor. Eu estou irrevogavelmente e perdidamente apaixonada por você.
    E assim, o coração dos dois se tornou mais uma vez só um.
    - Vamos para a cama, meu amor?"

    Ótimo final pra um ótimo texto.
    Gostei, não é nada ilusório ou fantasioso como gosto, mas gostei.

    ResponderExcluir
  21. Um final muito bom! Bem real. E escrito com muita simplicidade e delicadeza. Parabéns!

    Love,
    Amanda.
    http://amanndag.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  22. AAAin, já imagino coisas desse tipo, mas acho que nenhum dos dois deveria aceitar isso sabe. Mas, amor é amor.
    Lindo*-*

    ResponderExcluir

Críticas e elogios são sempre bem-vindos. Entrou? Leu? Então deixa um recado para mostrar que esteve mesmo por aqui! E volte sempre :)